O Senhor é minha salvação (Lord is My Salvation) - Linda música para o ministério de louvor da sua igreja

Conheça a música "Lord is My Salvation" de Keith & Kristyn Getty. Lindo louvor para a sua igreja. Veja a versão original com cifra para violão no vídeo abaixo.

Veja a tradução neste outro vídeo:

O SENHOR É A MINHA SALVAÇÃO Música: The Lord is My Salvation Letra: Keith & Kristyn Getty  Tradução: Matheus Inácio 
De Deus a graça me alcançou Do bravo mar me resgatou Em terra firme, me plantou Tu és minha salvação, Senhor
A escuridão não temerei Em tua mão me agarrarei Contemplarei o nascer do sol Tu és minha salvação, Senhor
Quem é como o Senhor, meu Deus? Salva os seus em amor fiel Pagou, venceu, hoje livre estou Tu és minha salvação, Senhor
Minha esperança está em Deus Em sua Palavra prometeu Passado o frio, o calor virá Tu és minha salvação, Senhor
Na longa espera, na aflição Na perda e debilitação Tua graça irá renovar meu ser Tu és minha salvação, Senhor
Quem é como o Senhor, meu Deus? Salva os seus em amor fiel Pagou, venceu, hoje livre estou Tu és minha salvação, Senhor
Quando meu tempo se aca…

DEUS PRESERVARÁ OS MEUS INIMIGOS PARA QUE VEJAM A MINHA VITÓRIA! (?)


Bem... Não é o que diz a Bíblia!
Está "na moda" seja em músicas tidas como gospel ou naquelas cantadas por grandes pensadoras contemporâneas, a afirmação de que Deus conservará a vida dos nossos inimigos para que eles vejam a nossa vitória, como se esse fosse o único objetivo da criação e preservação daquela vida.





Porém, nas Escrituras, é claramente perceptível a razão pela qual Deus cria o indivíduo. E eu sinto (sic) em dizer que não é para ser um contemplador de conquistas egoísticas alheias ou para ser um invejoso de triunfos outros. A razão é a glória do próprio Deus, como está em Isaías 43.6-7. Ademais, vemos impresso na revelação que esta é, na verdade, a razão de TODAS as coisas. Ele é tão preciosista com Sua glória que até mesmo suas promessas são feitas por amor do Seu Nome, como registra Isaías 48.9-11.

Por este motivo, Deus cria, sustenta, preserva, destrói, salva... Tudo. Absolutamente tudo para o louvor da sua gloriosa vontade soberana: (Efésios 1.4-6; Jeremias 13.11; Salmo 106.7-8; Romanos 9.17; Êxodo 14.4,18; Ezequiel 20.14; 2 Samuel 7.23; 1 Samuel 12.20,22; Ezequiel 36.22-23; Mateus 5.16; João 5.44; João 14.14; João 12.27-28; João 17.1; Isaías 43.25; Salmo 25.11; Romanos 15.17; João 16.14; 1 Coríntios 10.31; 1 Pedro 4.11; Filipenses 1.9,11; Romanos 1.22,23; Romanos 3.23; Atos 12.23; 2 Tessalonicenses 1.9-10; João 17.24; Romanos 9.22,23; Habacuque 2.14; Romanos 11.36 e tantas outras!). Nós somos reles ferramentas de tão justo propósito, e não o objeto principal das coisas.

Aqueles que compactuam com a ideia defendida por este movimento no mínimo pretensioso são pessoas levadas por sentimentos de recalque (haha!), além de inveja, ódio, e são classificadas pela Bíblia como homicidas (I João 3.15). Este é, sobretudo, um pensamento que se opõe ao que é ensinado na Palavra acerca do que é ser um discípulo, como bem exorta Jesus Cristo no Sermão do Monte (Lucas 6.27-29).

Com o supra exposto, podemos concluir que:

1. Se Deus conserva alguém em vida, isso é exclusivamente fruto da sua misericórdia e provisão para o cumprimento do Seu propósito que glorificará somente a Ele;

2. Um verdadeiro cristão não deseja o mal alheio, ainda que isso traga benefícios, humanamente falando;

3. Somente o correto estudo da Escritura pode livrar o crente de pensamentos tão vis e aproximá-lo dos ensinos de Cristo, que diz para amarmos nossos inimigos e perseguidores.

Por fim, é óbvio concluir que: NÃO! Deus não preserva seus inimigos para verem a sua vitória! Até porque, a vitória do cristão genuíno não está nas riquezas e destaques deste mundo, mas na cruz de Cristo, que o redimiu para a glória de Deus!

Que a Palavra destrua seus conceitos humanos e que, por graça, forme a mente de Cristo em você!

Soli DEO Gloria!

Comentários