Sobre o Templo de Salomão e a necessidade dos crentes se reunirem para cultuar - Perguntas do Retalhos [2]

Post original no Facebook

Esta pergunta foi feita por ocasião da inauguração do Templo de Salomão, da IURD (Veja reportagem aqui: https://gauchazh.clicrbs.com.br/geral/noticia/2014/07/Maior-templo-evangelico-do-Brasil-custou-R-680-mi-a-Igreja-Universal-4563495.html). Confira a resposta atualizada:

Para ser sincero, Deus nunca habitou nem no original, veja lá na cópia! kkkkk

Deus não escolheu morar no templo que o rei Salomão ergueu. O texto fala que Ele santificou este lugar como de adoração ao Seu nome, ficando Ele atento às orações que se fizeram naquele lugar. II Crônicas 7.11-21.

A habitação literal de Deus é os céus: II Crônicas 7.14Salmos 11.4Mateus 6.9Salmos 123.1. A habitação espiritual é no coração ou entre os Seus: Salmos 139.8-12Ageu 2.5Isaías 57.51 Coríntios 3:16Mateus 18:20Êxodo 25.8.

A Bíblia diz que nem os céus comportam a glória de Deus, mas que ainda assim Ele resolveu morar no coração dos crentes. A ideia de que Deus habita em templos é pagã e carnal!

Quanto a este assunto, Estevão argumentou em Atos 7: 

"48 Mas o Altíssimo não habita em templos feitos por mãos de homens, como diz o profeta:
49 O céu é o meu trono,e a terra o estrado dos meus pés.Que casa me edificareis? diz o Senhor,Ou qual é o lugar do meu repouso?
50 Porventura não fez a minha mão todas estas coisas?"
Paulo em Atos 17:24 que: "Deus não habita em templos feitos por mãos de homens ".

A questão é tão séria que nem mesmo o local onde nos reunimos poderia ser chamado de templo ou igreja, afinal NÓS somos o templo de Deus (1 Coríntios 3.16) e a igreja é a reunião desses "templos", agora constituídos sacerdotes, por causa de Cristo (Veja 1 Pedro 2) e não um local físico. (Ecclesia do grego: reunião dos chamados). O fazemos por uma questão inferencial.

Não são as quatro paredes "o local sagrado", nós o somos! Pois fomos santificados em Cristo Jesus por meio do Seu sangue, e na reunião de mais de um de nós, lá Ele está (Mateus 18.20).

Deus não tem parte com estes homens gananciosos que enganam em nome do dinheiro e da prosperidade. Crente de verdade aplicaria esses R$680.000.000,00 em benefícios relevantes ao povo e não numa obra que Jesus Cristo já havia dito que seria destruída, como prova de que os homens não conseguem enclausurar Deus em suas paredes e mentes limitadas!

Neste "templo" da Universal, o único deus que provavelmente habita é MAMOM e não Javé! kkkk

Todavia, é sempre bom observar que, de fato, Deus não habita numa construção, mas sim no coração e na reunião dos crentes. E esses crente precisam se reunir em algum lugar. Ter um local de reuniões, uma "igreja" no linguajar popular, não é pecado. Em verdade, esta era uma prática necessária desde os tempos da igreja primitiva, em que os primeiros cristãos se reuniam em casas e posteriormente em lugares de maior espaço, como visto em Atos 20.7. Os relatos dos pais da igreja também evidenciam a mesma questão. 

Assim como é pecaminoso a construção de espaços suntuosos e a afirmação de que Deus só está ali e que sua bênção só será vista neste lugares, também o é de que a reunião de crentes não é santa, que Deus não está lá ou que o modelo correto de igrejas é em células ou no modelo "desigrejado". Os extremos são sempre pecaminosos. 

Nos reunimos porque é na união do povo de Deus que está a presença do Senhor e a Sua bênção à Igreja, Seu meio de graça para os eleitos (Sl 133). Desde Atos 2, a manifestação do Senhor tem sido sensível ao Seu povo quando este está unido, em reunião. A ideia e aplicação do "Corpo de Cristo" em 1 Coríntios 12 seria impossível sem reuniões constantes dos crentes desde os primórdios, bem como a utilização dos dons do Espírito Santo em serviço mútuo e a afirmação de que separadamente somos membros, e Igreja, quando estamos juntos (1 Co 12.27). 

Foi da vontade e providência divina que nos tornássemos um grupo de salvos que se reunisse num local em particular para celebrarmos e nos edificarmos mutuamente, e assim será até a sua volta, quando vier buscar Sua Igreja, aquela pela qual Ele amou (Efésios 5.25) e comprou com Seu próprio sangue (Atos 20.28). 

Portanto, à despeito das heresias levantadas por falsos profetas, sigamos as Escrituras, não deixemos de congregar, como é costume de alguns (Hebreus 10.25). Sejamos 'Igreja', reunidos com outros pecadores que professam o nome do Senhor e clamam sua presença transformadora e Seu retorno triunfal. Maranata! 

Soli Deo Gloria.


Ainda tem questionamentos? Envie sua pergunta por comentário, na página do face ou pelo Ask (Anônimo). Disponha! 


Comentários